17/12/07

Joguinho do peido

Imaginem o cenário: almoçaram chilli, passaram a tarde toda a comer castanhas e batata doce, para rematar jantam tacos e apanham um cadelão de cerveja.
É natural que o day after seja tenebroso, e que andem a peidar continuamente, sem parar. Mas nem sempre estão sozinhos, portanto por vezes há que ser discreto...
O joguinho que descobri é uma espécie de treino para isso: o boneco que vocês controlam está na paragem do autocarro com outro gajo, e tem que aliviar a tripa da crise de peidos de que padece, mas para disfarçar o som tem que esperar que os carros passem, e peidar nesse momento. Em alternativa pode apenas largar umas nesgas de pantufas, o que mitiga a situação mas não a resolve. Tecla de espaço para peidar alto e bom som, seta para a esquerda para a bufinha marota e cobardolas.
Ah, é verdade: se for catado (o boneco olha-o de esguelha...) perde o jogo. Se não peidar, o gráfico indicador do nível aerofágico alcança o redline, e se não for aliviado, o boneco sai disparado para o ar - i.é., explodiu de tanto peido retido.
Quem quiser tentar o disparate, é clicar aqui em baixo:

06/02/07

Nova Sondagem!!

Novamente online a famosa "Sondagem de Merda"

31/01/07

Chegada

Eis-me chegado, finalmente, ao fundo do poço... talvez não, talvez se possa fazer alguma coisa por este vaso já rachado e incrustado de pequenas colónias de cocó e respectivas bactérias, uma vez deixado ao abandono. Vamos tentar mexer um bocadinho na merda pa reavivar o cheiro... Pensem em grande colegas saniteiros...

30/01/07

Cultura

Flatulência (do latim: Flatus, sopro), ventosidade anal que pode ser ruidosa ou não. Tem origem dos gases que são ingeridos juntamente com a comida e, minoritariamente, dos gases acumulados durante o processo de digestão dos animais, na etapa de decomposição dos resíduos orgânicos dentro do intestino. Um desses processos é a fermentação de carboidratos por bactérias. A intensificação da flatulência pode ocorrer em pessoas ansiosas, que falam ao comer ou que comem muito depressa, ou em pessoas que sofrem de parasitoses intestinais.

Um dos gases provenientes da digestão que emana pelo orifício anal (ou ânus), é o metano (ou Gás-dos-pântanos, Hidreto de metila) de densidade 0,722 g/dm³, portanto, mais leve que o oxigênio, tendendo sempre a subir rapidamente. Este é uma gás facilmente inflamável, incolor e contribui 21 vezes mais do que o dióxido de carbono para o efeito estufa.

A flatulência é muitas vezes referida, em calão, como "pum", "peido", "traque", "bufa", "triscada", "vento", "farpa", entre outros.

Fonte: Wikipedia